Domingo, 30 de Novembro de 2008
Para os meus verdadeiros amigos

Dirigo este "pequeno texto" a todos reais e autênticos Amigos... Porquê afinal isto é que é ser amigo e muito mais!!

 

 
 
A tua Inicial…
“... A amizade é talvez a mais bela forma de amor, porque é feita de um amor dócil e dado, feliz e descomplicado, de uma vontade inesgotável de dar, ouvir, ajudar e apoiar, de estar ali ao lado incondicionalmente para o que der e vier, de comungar coisas impartilháveis, de guardar segredos sem nunca os reclamar, de saber estar e saber ser um espelho que não mente e no entanto, suaviza a nossa própria realidade quando esta se torna assustadoramente monstruosa aos nossos olhos.
... Mas também vejo um escudo que me protege do mundo, uma voz sempre afável e disponível, um sorriso aberto e franco, uma mão pronta a dar, um ombro preparado para receber as minhas lágrimas e tristezas. És um pilar, mesmo quando te sentes fraca e vulnerável, és um ponto de equilíbrio que me faz atravessar a arame sem medo porque sei que estás do outro lado com a mão estendida á minha espera.
... ensinas-me coisas tão diferentes como escolher os ténis que estão na moda ou aprender a ouvir as batidas do meu próprio coração. Ou então gastas o teu tempo comigo sem nunca me fazer sentir que o estás a perder e ouves-me vezes sem conta a contar a mesma e a mesma história como se fosse sempre a primeira. A tua presença faz-me sentir mimada, emprestas-me livros e sonhos, sento-te á minha mesa e fico a olhar para ti e a pensar que sou uma pessoa cheia se sorte por te ter tão perto e tão próxima.
... Fazes parte daquele grupo de pessoas com quem posso contar para tudo na minha vida, sempre e para sempre... Tu dás-me muito do que não tenho e no entanto nunca descansas, nunca te cansas de tentar descobrir em mim o que me falta para ser melhor e mais feliz. Acreditas incondicionalmente nas minhas capacidades, relativizas os meus defeitos, aturas as minhas neuras, partilhas as minhas vitórias, estás ao meu lado para o que der e vier.
... Dás-me a mão, o teu coração e a tua cabeça, as tuas memórias e os teus projectos, faz-me sentir importante quando estou do tamanho de uma ostra e faz-me rir quando choro e chorar quando rio.”
                                                                                                                                                                              
Margarida Rebelo Pinto                                                                   
“As crónicas de Margarida” 
 
publicado por Raquel Cortez Vaz às 05:12
link do post | comentar | favorito
.mais sobre mim
.Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30
31
.posts recentes

. Para os meus verdadeiros ...

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

.favoritos

. Ler, até é uma coisa fixe...

. Caixa Princesa (média)

. Para os meus verdadeiros ...

.links
blogs SAPO
.subscrever feeds
Em destaque no SAPO Blogs
pub